MOMENTO APRENDER

Mintzberg e a abordagem da estratégia emergente

Quem é Henry Mintzberg?

Henry Mintzberg é um renomado teórico e professor de gestão e estratégia organizacional, nascido em 1939, em Montreal, Canadá. Ele é considerado um dos principais estudiosos no campo da gestão e é conhecido por suas contribuições para a teoria e prática da administração estratégica.

Mintzberg é formado em Engenharia Mecânica pelo Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) e possui doutorado em Gestão pela Sloan School of Management do MIT. Ele é professor emérito da Desautels Faculty of Management da McGill University, em Montreal, onde lecionou por muitos anos e também atuou como professor convidado em várias outras universidades ao redor do mundo.

Uma de suas principais contribuições para a gestão estratégica é a abordagem da estratégia emergente, que destaca a natureza complexa e dinâmica do processo de formulação e implementação da estratégia organizacional. Ele argumenta que a estratégia não é apenas um plano formal e predeterminado, mas sim um processo contínuo que ocorre de forma emergente à medida que a organização se adapta ao seu ambiente em mudança.

Além disso, Mintzberg desenvolveu as “Dez Escolas de Pensamento da Estratégia”, uma abordagem que identifica diferentes perspectivas e abordagens para a gestão estratégica, incluindo a escola do planejamento, do posicionamento, do empreendedorismo, do aprendizado, do poder, da cultura, entre outras.

Mintzberg é autor de diversos livros influentes sobre gestão, estratégia e organizações, e suas ideias têm sido amplamente adotadas e debatidas no campo da administração estratégica e gestão organizacional. Ele é reconhecido internacionalmente por suas contribuições teóricas e práticas para o campo da gestão e é considerado uma autoridade no assunto.

5 Ps de Mintzberg

Os “5 Ps” de Henry Mintzberg são um modelo conceitual que descreve as diferentes dimensões da estratégia organizacional. São eles:

  1. Plano (Plan): Refere-se à abordagem tradicional de estratégia como um plano formal e predeterminado, elaborado por meio de análises e decisões racionais. É a concepção clássica de estratégia como um documento formal que define os objetivos e ações futuras da organização.
  2. Posição (Position): Envolve a perspectiva da estratégia como uma posição única da organização em relação ao seu ambiente externo. Nessa abordagem, a estratégia é vista como uma escolha consciente de como a organização se posiciona no mercado em relação à concorrência.
  3. Padrão (Pattern): Refere-se à estratégia emergente que surge ao longo do tempo a partir dos padrões de comportamento e ações da organização. Esses padrões podem surgir de forma não planejada ou intencional, à medida que a organização se adapta às mudanças do ambiente e às circunstâncias internas.
  4. Perspectiva (Perspective): Envolve a compreensão de que a estratégia é moldada pela perspectiva e visão de mundo dos tomadores de decisão da organização. As crenças, valores, experiências e percepções dos líderes organizacionais influenciam na forma como a estratégia é concebida e implementada.
  5. Pretexto (Ploy): Refere-se à abordagem estratégica como uma série de manobras ou jogadas táticas para obter vantagem sobre os concorrentes. Essa perspectiva vê a estratégia como um jogo competitivo, em que a organização busca posicionar-se de forma astuta e oportunista para alcançar seus objetivos.

Esses “5 Ps” de Mintzberg oferecem diferentes perspectivas sobre a natureza e o processo da estratégia organizacional, destacando que a estratégia pode ser mais do que apenas um plano formal, e que diferentes abordagens podem ser adotadas para lidar com a complexidade e dinâmica do ambiente de negócios.

10 escolas do planejamento estratégico de Mintzberg 

A estratégia de Mintzberg é uma abordagem de gestão estratégica proposta pelo renomado teórico Henry Mintzberg, que enfatiza a natureza emergente, holística e social do processo de formulação e implementação da estratégia organizacional. Mintzberg argumenta que a estratégia não é um plano predeterminado e formalizado, mas sim um processo complexo e fluido que ocorre à medida que uma organização se adapta ao seu ambiente em constante mudança.

A estratégia de Mintzberg é baseada em dez escolas de pensamento, que são maneiras diferentes de compreender a estratégia. Essas escolas são:

  1. Escola do Planejamento: Enfatiza a importância de um processo formal de planejamento estratégico, com ênfase na análise de dados e na definição de objetivos antes da implementação.
  2. Escola do Posicionamento: Enfatiza a importância de encontrar uma posição única e favorável no mercado, por meio da análise de concorrentes e da identificação de oportunidades de mercado.
  3. Escola do Empreendedorismo: Enfatiza o papel do empreendedor na criação de estratégias inovadoras e na identificação de oportunidades de negócio.
  4. Escola Cognitiva: Enfatiza o papel da cognição e da percepção na formulação da estratégia, destacando a importância das habilidades mentais e da intuição dos tomadores de decisão.
  5. Escola do Aprendizado: Enfatiza o aprendizado organizacional e a capacidade de adaptação como elementos-chave da estratégia, destacando a importância da aprendizagem contínua e da experimentação.
  6. Escola do Poder: Enfatiza a importância do poder e das relações de poder na formulação e implementação da estratégia, destacando o papel dos interesses e das coalizões internas e externas.
  7. Escola Cultural: Enfatiza a importância da cultura organizacional na formulação e implementação da estratégia, destacando como os valores, normas e crenças da organização influenciam suas decisões estratégicas.
  8. Escola Ambiental: Enfatiza a influência do ambiente externo na formulação da estratégia, destacando a importância de entender e se adaptar ao ambiente competitivo, político, econômico e social.
  9. Escola da Configuração: Enfatiza a importância da estrutura organizacional e da configuração interna na formulação e implementação da estratégia, destacando como a estrutura organizacional afeta a tomada de decisão estratégica.
  10. Escola do Processo: Enfatiza a natureza dinâmica e emergente do processo de formulação da estratégia, destacando como a estratégia se desenvolve ao longo do tempo por meio da interação entre os tomadores de decisão e o ambiente.

De acordo com a estratégia de Mintzberg, a formulação da estratégia não ocorre de maneira linear e previsível, mas sim por meio da interação complexa e dinâmica entre essas diferentes escolas de pensamento. A estratégia é vista como um processo contínuo de adaptação e aprendizado, que requer flexibilidade, criatividade e capacidade de resposta às mudanças no ambiente interno e externo da organização. A implementação da estratégia, na visão de Mintzberg, também é um processo complexo e emergente, que envolve ações deliberadas e ações emergentes, ajustes contínuos e aprendizado organizacional.

Mintzberg argumenta que a estratégia não pode ser totalmente planejada antecipadamente, pois o ambiente está sempre em constante mudança, e a organização precisa se adaptar continuamente. Ele destaca a importância do papel dos líderes como facilitadores do processo de implementação da estratégia, promovendo a aprendizagem organizacional, estimulando a criatividade e a inovação, e apoiando a tomada de decisão flexível e adaptativa.

A estratégia de Mintzberg também enfatiza a importância da compreensão holística da organização e seu ambiente, levando em consideração múltiplos pontos de vista e abordagens na formulação e implementação da estratégia. A abordagem de Mintzberg destaca que a estratégia é um processo social, que envolve a participação de diferentes partes interessadas dentro e fora da organização.

Em resumo, a estratégia de Mintzberg é uma abordagem de gestão estratégica que enfatiza a natureza emergente, holística e social do processo de formulação e implementação da estratégia organizacional. Ela destaca a importância da aprendizagem organizacional, da adaptabilidade, da criatividade e da participação das partes interessadas na construção de uma estratégia eficaz em um ambiente complexo e em constante mudança.

Por: Silvio Kopp Ramos.

Compartilhe!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *